top of page

Receita de Drinks - Reidocharuto Drinks e História

Receita de Drinks - Reidocharuto Elege e da as receitas dos melhores drinks para harmonizar com seu charuto.

por: Marcelo Gimenez


receita de drinks

Qual melhor drink para charuto ? O grupo Reidocharuto elegeu através do grupo os melhores drinks para harmonizar. Lembrando que as harmonizações de charuto devem ser feitas em 3 terços, mas a arte de fumar charuto refelete o prazer e o relaxamento, desta forma toda bebida que lhe agrada é a melhor experiência de degustação.Abaixo separamos as recitas para a elaboração dos drinks



01- Milano Torino (Receita de Drinks)


O Milano Torino, também conhecido como Mi-To, é um clássico coquetel italiano com uma história interessante. Aqui está a receita:

  • Ingredientes:

  • 45 ml de bitter italiano (como o Campari)

  • 45 ml de vermute rosso (vermute doce)

  • Uma rodela de laranja para decorar

  • Preparação:

  1. Encha um copo baixo (como um Old Fashioned) com gelo.

  2. Adicione o bitter e o vermute doce e misture levemente.

  3. Complete com água com gás a gosto.

  4. Decore com uma rodela de laranja ou uma casca de limão torcida sobre o drink.

O Milano Torino foi criado no Caffè Camparino, em Milão, na década de 1860. Seu nome é uma homenagem aos ingredientes originais: o Campari é de Milão (Milano em italiano) e o vermute doce tradicionalmente vem de Turim (Torino em italiano). Dizem que mais tarde, a água com gás foi adicionada ao Milano Torino para criar o famoso Americano. E, com a adição de gin, o Milano Torino também deu origem ao Negroni. Uma verdadeira viagem pela história em um copo! 🍹

02- Carpano clássico Puro c/ rodela de laranja, (Receita de Drinks)


A história do Carpano Clássico é fascinante e remonta ao século XVIII, na cidade de Turim, Itália. Vamos explorar como esse icônico vermute italiano se originou:

  • Antonio Benedetto Carpano:

  • Era o ano de 1786, e estamos na loja de bebidas do Sr. Marendazzo, na Piazza Castello, em Turim.

  • Lá trabalhava seu assistente, um certo Antonio Benedetto Carpano.

  • Carpano descobriu as maravilhosas qualidades do vinho Moscatel e o resultado da adição de diferentes ervas e especiarias da região do Piemonte.

  • A reputação dessa bebida com sabor amargo se espalhou entre a realeza e membros da alta sociedade, tornando-a um produto de luxo ideal para o aperitivo, devido às suas qualidades de abertura do apetite!

  • A Receita Original:

  • A primeira receita consistiu em misturar vinho branco com uma infusão de mais de 30 ervas e especiarias, incluindo absinto (a erva que mais se destacava).

  • De fato, o nome “vermute” deriva do nome alemão da planta de absinto, que se diz Wermut.

  • O Sr. Carpano decidiu usar o mesmo nome, “adaptando-o” ao idioma italiano.

  • A receita é secreta, mas alguns dos ingredientes incluem anis, cravo, erva-cidreira, camomila, louro, noz-moscada, sálvia, tomilho e baunilha.

Assim nasceu o Carpano Clássico, um vermute que continua a ser feito a partir de vinho branco, fortificado com álcool, adoçado com açúcar e aromatizado com uma infusão de ervas aromáticas. Uma verdadeira joia da coquetelaria! 🍷🌿

O Carpano Classico é um vermute italiano tradicional, conhecido em diversas partes do mundo. Vamos à receita:

  • Ingredientes:

  • 1 litro de Carpano Classico (vermute)

  • Gelo

  • Laranja ou casca de laranja para decorar (opcional)

  • Preparação:

  1. Encha um copo baixo (como um Old Fashioned) com gelo.

  2. Adicione 45 ml (ou a gosto) de Carpano Classico.

  3. Mexa suavemente para resfriar o vermute.

  4. Se desejar, decore com uma rodela de laranja ou uma casca de laranja torcida sobre o drink.

O Carpano Classico é baseado na receita original de vermute inventada por Antonio Benedetto Carpano. Suas notas picantes e cítricas se unem em uma mistura harmoniosa de sabores, complementando as notas de absinto, para dar a este clássico vermute um sabor único, equilibrado e suave. É uma bebida excepcional, considerada única por barmen profissionais e o ingrediente essencial para criar o coquetel perfeito. 🍸


03 - Rabo de galo (Receita de Drinks)


receita de drinks

O Rabo de Galo é um coquetel popular no Brasil, especialmente em São Paulo. Sua história remonta aos anos 50, quando a fábrica de bebidas italiana Cinzano se estabeleceu na efervescente cidade de São Paulo. A empresa buscava popularizar o consumo de vermute entre os brasileiros. No entanto, os italianos residentes na cidade preferiam a cachaça. A solução foi combinar os dois, criando um coquetel chamado “Rabo de Galo”. O nome é uma tradução literal da palavra “cocktail” em inglês. O copo usado para servir essa bebida também foi projetado especificamente para suportar a batida no balcão. O Rabo de Galo se espalhou por todo o país, ganhando características diferentes em cada estado. Por exemplo, em Minas Gerais, ele é feito com Cynar, enquanto no Rio de Janeiro é conhecido como “Traçado”

Aqui estão algumas receitas para você experimentar:

  1. Receita Tradicional:

  • Ingredientes:

  • 60 ml de cachaça

  • 20 ml de Cynar

  • 20 ml de vermute tinto

  • 1 limão taiti (para o twist)

  • Modo de Preparo:

  1. Em um copo baixo, coloque uma boa porção de gelo.

  2. Misture a cachaça, Cynar e vermute no copo.

  3. Para o twist, lave bem o limão, corte um pedaço superficial da casca e estique o pedaço sob uma tábua.

  4. Faça cortes para que a casca fique com arestas retas, em um formato que se assemelha ao de um retângulo.

  5. Torça o retângulo obtido sobre a bebida para liberar o aroma.

  6. Coloque o twist dentro do copo e aproveite o drink em seguida.

  7. Outras Variações:

  • Você também pode experimentar outras versões, como adicionar um pouco de gengibre, alecrim ou pimenta para dar um toque pessoal ao seu Rabo de Galo.


04 - Dry Martini Vésper🍸 (Receita de Drinks)


A história do Dry Martini é fascinante e tem raízes que remontam ao século XIX. Vamos explorar como esse coquetel icônico se originou:

  1. Origem Controversa:

  • Alguns acreditam que o Dry Martini foi criado em San Francisco por um bartender chamado Julio Richelieu em 1860.

  • Outros dizem que o Dry Martini foi inventado em Nova York por um bartender chamado Martini di Arma di Taggia no final do século XIX.

  • Independentemente da origem exata, a fusão de gin com vermute branco seco deu origem ao coquetel mais famoso do planeta.

  1. Evolução da Receita:

  • Em 1882, o famoso bartender norte-americano Harry Johnson lançou o Harry Johnson’s Bartender Manual, que continha a primeira aparição do Martini, mas com ingredientes diferentes dos que conhecemos hoje.

  • Em 1908, o nome “Dry Martini” foi publicado pela primeira vez, com a receita incluindo bitter de laranja, casca de limão torcida, azeitona, gin e vermute seco.

  • Na década de 1950, competia diretamente com o Vesper Martini, que levava gin com vodka e um toque de Kina Lillet (um aperitivo que já não existe mais).

  1. Popularidade Atual:

  • Hoje, o Dry Martini é conhecido em bares de todo o planeta e aparece em filmes clássicos, como 007 e outros.

O Dry Martini é um coquetel clássico e sofisticado que combina gin e vermute seco. Aqui estão algumas receitas para você experimentar:

  1. Receita Clássica:

  • Ingredientes:

  • 90 ml de gin

  • 10 ml de vermute seco

  • Gelo

  • 1 azeitona (para decorar)

  • Modo de Preparo:

  1. Em uma coqueteleira, misture o gin e o vermute seco com 5 pedras de gelo.

  2. Separe os pedaços de gelo e sirva a bebida em uma taça de Martini.

  3. Decore com uma azeitona.

  4. Outras Variações:

  • Você também pode experimentar diferentes proporções de gin e vermute seco, ou adicionar um twist de casca de limão-siciliano para um toque extra de sabor.

O Dry Martini é um clássico atemporal, perfeito para um happy hour elegante.

05 - Mojito (Receita de Drinks)


receita de  drinks


A história do Mojito é fascinante e tem raízes que remontam ao século XVI, em Cuba. Vamos explorar como esse coquetel refrescante se originou:

  • Origem do Mojito:

  • Os escravos africanos que trabalhavam nas plantações de açúcar em Cuba criaram o Mojito. Eles misturavam aguardente de cana com ervas e limão para criar uma bebida refrescante.

  • O navegador inglês Francis Drake, aventureiro e almirante, também desempenhou um papel na história do Mojito. Durante suas viagens pelo Pacífico, ele se apaixonou pelo aroma do hortelã.

  • Drake misturou folhas de hortelã com rum, criando a primeira versão do Mojito.

  • A palavra “Mojito” vem da palavra afro-americana “Mojo”, que significa feitiço, amuleto ou encanto.

  • Ao longo dos séculos, o Mojito evoluiu e se tornou um coquetel clássico, apreciado em todo o mundo.

Hoje, o Mojito é símbolo de praia, verão e boa companhia

O Mojito é um refrescante coquetel cubano que combina hortelã, limão, rum e água com gás. Aqui estão algumas receitas para você experimentar:

  1. Receita Tradicional de Mojito:

  • Ingredientes:

  • 1 ramo de hortelã (cerca de 10 folhas)

  • 1 colher de sopa de açúcar

  • 60 ml de rum Bacardi

  • Suco de 1 limão (idealmente, 10 ml de suco)

  • Gelo

  • Água com gás (preferencialmente água de fonte, não artificialmente gaseificada)

  • Modo de preparo:

  1. Coloque as folhas de hortelã no copo e esprema o limão sobre elas.

  2. Adicione o açúcar e amasse os ingredientes suavemente para evitar amargor.

  3. Complete o copo com gelo.

  4. Adicione o rum (cerca de 60 ml, preenchendo até a metade do copo).

  5. Complete com água com gás.

  6. Mexa suavemente com uma colher longa.

  7. Decore com folhas de hortelã e sirva. 🍹

  8. Variação com Vodka:

  • Além da receita tradicional, algumas pessoas adicionam vodka ao mojito. Se preferir, você pode experimentar substituir parte do rum por vodka.

Lembre-se: nunca use sprite ou vodka em um mojito autêntico.


06- Rum diplomatico reserva exclusiva venezuela

(Receita de Drinks)


O rum é uma bebida alcoólica que tem uma história fascinante. Vamos explorar um pouco:

  • Origem e Evolução: O rum evoluiu ao longo dos séculos, começando como uma bebida primitiva destilada por escravos no Caribe. Suas raízes podem ser traçadas à produção de açúcar e à destilação experimental. Com o tempo, o rum se sofisticou e se tornou uma bebida emblemática da região1.

  • Produção: O rum é obtido a partir da fermentação alcoólica do melaço e de outros derivados da produção de açúcar, seguida de destilação. Existem duas formas principais de produção: agrícola (diretamente do caldo de cana fermentado) e industrial (a partir do melaço). A destilação pode ser feita em alambique ou coluna de destilação, resultando em uma bebida cristalina. Alguns tipos de rum são envelhecidos em tonéis de carvalho, o que lhes confere uma cor dourada2.

  • Variedades: Existem várias variedades de rum, cada uma com suas características distintas:

  • Rum encorpado: Escuro e marcante, originário da Jamaica, Martinica e Barbados.

  • Rum aromático: Contém bagos de arroz vermelho e é produzido principalmente na Indonésia.

  • Rum da armada: Encorpado, produzido na Guiana e em Trinidad e Tobago.

  • Rum cubano: Leve, famoso pelo Havana Club.

  • Rum da Jamaica: O mais forte, exportado para a Inglaterra e envelhecido em tonéis de carvalho.

  • Rum agrícola: Feito do suco da cana, originário da Martinica, Guadalupe e Guiana Francesa

  • Diplmatico pode ser tomado Puro ou com uma pedra de gelo

Existem alguns drinks com esse incrível Rum

  • Daiquiri:

  • 2 oz (60 ml) de Rum Diplomático Planas

  • 1 oz (30 ml) de suco de limão fresco

  • 3/4 oz (22 ml) de xarope simples

  • Gelo

  • Agite todos os ingredientes com gelo e coe em uma taça de coquetel. Decore com uma rodela de limão1.

  • Old Fashioned:

  • 2 oz (60 ml) de Rum Diplomático Reserva Exclusiva

  • 1 cubo de açúcar

  • 2 dashes de Angostura bitters

  • Gelo

  • Misture o açúcar e os bitters em um copo old fashioned. Adicione gelo e o rum. Mexa bem e decore com uma casca de laranja2.

  • Diplomático Fizz:

  • 2 oz (60 ml) de Rum Diplomático Reserva Exclusiva

  • 1 oz (30 ml) de suco de limão fresco

  • 1 oz (30 ml) de xarope simples

  • Água com gás

  • Gelo

  • Agite o rum, o suco de limão e o xarope com gelo. Coe em um copo alto com gelo e complete com água com gás. Decore com uma rodela de limão





07 - Black Truffle Martini (Receita de Drinks)







O Black Truffles Martini Cocktail é uma bebida formal de martini com uma mistura elegante de vodka GREY GOOSE®, trufas negras, néctar de pera e conhaque. Aqui está a receita:

  1. Infusão de vodka:

  • Adicione trufas negras fatiadas a uma garrafa de 750 ml de GREY GOOSE® L’Original e deixe descansar à temperatura ambiente por uma semana.

  1. Em uma coqueteleira, misture os seguintes ingredientes:

  • 2 partes de vodka GREY GOOSE® infundida com trufas negras

  • 1 parte de néctar de pera

  • 0,5 parte de conhaque de pera

  1. Agite bem e coe em uma taça de martini gelada.

  2. Finalize borrifando essência de trufa por cima.

Aproveite este coquetel sofisticado! 🍸1 Se você estiver curioso sobre a história do Martini, saiba que é uma bebida icônica que se tornou um símbolo na cultura pop e um favorito entre os entusiastas de coquetéis em todo o mundo. Sua mistura simples e apresentação elegante o tornam indispensável nos bares ao redor do globo.


08 - Dom Luiz, jack daniels, Café Expresso 🍷 (Receita de Drinks)


O Drink Don Café é uma combinação exótica de café expresso coado, Jack Daniels e Don Luiz, um coquetel alcoólico à base de doce de leite. Aqui está a receita:

  • Ingredientes:

  • 100 ml de café expresso coado

  • 100 ml de Jack Daniels

  • 100 ml de Don Luiz

  1. Adicione gelo a uma taça.

  2. Despeje o Don Luiz, o Jack Daniels e o café.

  3. Misture bem e sirva.

Esse drink é uma ótima maneira de combinar o sabor do café com a suavidade do doce de leite e o toque de whiskey. Aproveite! 🥃☕1 Se você quiser experimentar outros drinks com Jack Daniel’s, também pode considerar o Jack Fire & Ginger Drink, que combina Jack Fire com ginger ale em um copo alto, ou explorar os clássicos da coquetelaria que caem muito bem com o Jack Daniel’s Old No.7



10 - Whisky Sour (Receita de Drinks)


O Whiskey Sour é um dos coquetéis mais antigos e apreciados na coquetelaria. Sua clássica combinação de whisky, suco de limão, açúcar e, frequentemente, clara de ovo figura em cartas de drinks há séculos1. Vamos explorar um pouco da sua história:

  1. Origem Escocesa e Combate ao Escorbuto:

  • No século XVIII, o cientista escocês James Lind descobriu que frutas cítricas eram eficazes na prevenção do escorbuto, uma doença causada pela falta de vitamina C.

  • A Marinha Britânica adotou a ingestão diária de suco de limão para combater o escorbuto entre os marinheiros.

  • Para disfarçar o sabor do limão, os marinheiros começaram a misturá-lo com rum, criando uma combinação agradável.

  1. Whiskey Sour nos Estados Unidos:

  • A receita do Whiskey Sour foi registrada pela primeira vez por Jerry Thomas, em seu livro “The Bartenders Guide or The Bon Vivant’s Companion” (1862).

  • No entanto, a autoria da primeira citação pública sobre o Whiskey Sour recai sobre o jornal Plain Dealer, da cidade de Waukesha, no estado de Wisconsin (EUA), em 1870.

  • A bebida já estava sendo descoberta e consumida simultaneamente em diversos bares nos Estados Unidos1.

  1. Versão Peruana:

  • Segundo relatos, o marinheiro inglês Elliot Stubb inventou o Whiskey Sour por volta de 1878.

  • Ao aportar no Peru, ele misturou whisky com limão, adicionando açúcar para equilibrar a acidez.

  • Assim nasceu o Whiskey Sour, um clássico que conquistou paladares ao redor do mundo

A receita clássica do Whiskey Sour é simples e deliciosa! Aqui está:

Ingredientes:

  • 60 ml de whisky (bourbon ou uísque escocês)

  • 30 ml de suco de limão fresco

  • 15 ml de xarope simples (açúcar dissolvido em água)

  • Gelo

  • Rodela de limão para decorar

Instruções:

  1. Em uma coqueteleira, adicione o whisky, o suco de limão e o xarope simples.

  2. Encha a coqueteleira com gelo.

  3. Agite vigorosamente por cerca de 15 segundos.



11- Godfather (Receita de Drinks)

O Godfather é um coquetel relativamente recente, mas sua origem não é totalmente esclarecida. Os primeiros cardápios com o nome da bebida apareceram na década de 1970. Este coquetel é feito com uísque escocês e amaretto, um licor de amêndoa. Acredita-se que tenha sido nomeado em homenagem ao famoso filme “O Poderoso Chefão” e era o favorito do ator Marlon Brando, que interpretou o papel principal12.

Aqui está a receita clássica do Godfather:

Ingredientes:

  • 35 ml de uísque escocês

  • 35 ml de amaretto

Instruções:

  1. Encha um copo baixo (tumbler) com cubos de gelo.

  2. Despeje o uísque escocês e o amaretto diretamente no copo.

  3. Mexa suavemente.

  4. Sirva gelado e aproveite!

O Godfather é uma combinação ousada e suave, com uma doçura semelhante a caramelo equilibrada pelo calor do uísque escocês.


14 - Campari Tônica (Receita de Drinks)

O Campari é um espírito amargo e icônico que remonta ao século XIX. Tudo começou em 1860, na cidade de Milão, quando Gaspare Campari, um bartender de Novara, na região da Lombardia, Itália, começou a criar suas próprias bebidas amargas. Ele abriu o primeiro café em Milão, onde serviu sua criação, que rapidamente ganhou popularidade entre os italianos12.

A simplicidade muitas vezes é a chave para os melhores resultados, e o Campari Tonic é um exemplo disso. Aqui está a receita clássica:

Ingredientes:

  • 60 ml de Campari

  • Água tônica (como Schweppes)

  • Fatias de limão para decorar

Instruções:

  1. Preencha uma taça com gelo.

  2. Adicione o Campari.

  3. Complete com água tônica e misture com cuidado.

  4. Decore com fatias de limão e sirva.

O sabor intenso do Campari é complementado pelo amargor refrescante da água tônica, criando uma combinação leve e deliciosa. Aproveite! 🥃🍋


15 - Manhattan drink iba (Receita de Drinks)

O Drink Manhattan é uma lenda na arte da mixologia, e sua origem é tão intrigante quanto seu sabor. Acredita-se que tenha sido criado pela primeira vez no lendário Manhattan Club, em Nova York, na década de 1870. Esse coquetel, um dos mais antigos e reverenciados da história, rapidamente ganhou status de celebridade, simbolizando o glamour e a sofisticação da cidade que nunca dorme1234. Embora existam várias teorias sobre sua criação, a mais popular relata que o Drink Manhattan foi inventado para um banquete oferecido pela mãe de Winston Churchill, Lady Randolph Churchill, ao candidato à presidência dos EUA, Samuel J. Tilden. Independentemente de suas verdadeiras origens, o Drink Manhattan se firmou como um pilar da cultura de coquetéis, com sua receita sendo passada e aprimorada ao longo das gerações. A mistura robusta de whiskey de centeio ou bourbon com vermute doce, equilibrada pelo amargor dos bitters, é o coração desse coquetel sofisticado. Se você é um entusiasta de coquetéis ou um novato na mixologia, o Manhattan é uma escolha perene para apreciadores de coquetéis ao redor do mundo


Manhattan Clássico

Ingredientes:

  • 60 ml de bourbon ou whisky de centeio (rye)

  • 30 ml de vermute doce

  • 2 gotas de Angostura bitters

  • Cereja ao marasquino para decorar

  • Gelo

Instruções:

  1. Encha um copo de misturar com gelo.

  2. Adicione o bourbon ou whisky de centeio, o vermute doce e as gotas de Angostura bitters no copo de misturar.

  3. Mexa bem até que a mistura esteja bem gelada (cerca de 30 segundos).

  4. Coe a mistura em uma taça de coquetel gelada.

  5. Decore com uma cereja ao marasquino.

  6. Sirva imediatamente e aproveite!

Dicas:

  • Use um vermute doce de boa qualidade para obter o melhor sabor.

  • Para um toque mais sofisticado, você pode esfregar uma casca de laranja na borda do copo antes de servir.


Fittzgelds (receita de drinks)


O drink Fitzgerald é um coquetel clássico que leva o nome do famoso autor F. Scott Fitzgerald, conhecido por seu romance "O Grande Gatsby". Embora não haja registros precisos sobre a criação exata do coquetel, acredita-se que ele tenha sido criado como uma homenagem a Fitzgerald, que viveu durante a era do Jazz nos anos 1920, uma época associada a coquetéis elegantes e festas extravagantes.

O Fitzgerald é um coquetel simples e elegante, geralmente composto de gin, suco de limão fresco, xarope simples e bitters de Angostura. Sua simplicidade e equilíbrio de sabores fazem dele um drink refrescante e sofisticado, ideal para diversas ocasiões.

A popularidade do Fitzgerald cresceu nos círculos de coquetéis artesanais, graças à sua combinação clássica de ingredientes e à sua associação com a era dourada dos coquetéis. Hoje, ele é apreciado tanto por entusiastas de coquetéis quanto por aqueles que buscam uma bebida refrescante e saborosa.

receita clássica do coquetel Fitzgerald:

Fitzgerald

Ingredientes:

  • 60 ml de gin

  • 22 ml de suco de limão fresco

  • 15 ml de xarope simples (1 parte de açúcar para 1 parte de água)

  • 2 gotas de Angostura bitters

  • Gelo

  • Rodela de limão ou casca de limão para decorar (opcional)

Instruções:

  1. Encha uma coqueteleira com gelo.

  2. Adicione o gin, o suco de limão, o xarope simples e as gotas de Angostura bitters na coqueteleira.

  3. Agite bem até que a mistura esteja bem gelada (cerca de 15-20 segundos).

  4. Coe a mistura em um copo baixo com gelo fresco.

  5. Decore com uma rodela de limão ou uma casca de limão, se desejar.

  6. Sirva imediatamente e aproveite!

Dicas:

  • Use gin de boa qualidade para obter um sabor mais refinado.

  • Ajuste a quantidade de xarope simples de acordo com a sua preferência de doçura.


Negroni Classico (Receita de Drink)


O Negroni é um clássico coquetel italiano com uma história rica e interessante. Ele foi criado em Florença, Itália, em 1919, no Caffè Casoni (agora chamado de Caffè Giacosa). A criação do Negroni é atribuída ao Conde Camillo Negroni, que pediu ao bartender Fosco Scarselli para reforçar seu coquetel favorito, o Americano, substituindo a água com gás por gin.

Ingredientes do Negroni:

  • 30 ml de gin

  • 30 ml de vermute doce

  • 30 ml de Campari

  • Gelo

  • Casca de laranja para decorar

Instruções:

  1. Encha um copo baixo (tipo old fashioned) com gelo.

  2. Adicione o gin, o vermute doce e o Campari no copo.

  3. Mexa delicadamente para combinar os ingredientes.

  4. Decore com uma casca de laranja.

  5. Sirva imediatamente e aproveite!

História:

  1. Origem: Em 1919, o Conde Camillo Negroni pediu a Fosco Scarselli, bartender do Caffè Casoni em Florença, para "reforçar" seu coquetel favorito, o Americano. Scarselli substituiu a água com gás por gin, criando o Negroni.

  2. Popularidade: O coquetel se tornou rapidamente popular e a família Negroni fundou a Negroni Distillerie em Treviso para produzir uma versão pré-misturada do coquetel, vendida como Antico Negroni.

  3. Consagração: Ao longo dos anos, o Negroni se tornou um dos coquetéis mais icônicos e amados do mundo, sendo celebrado anualmente durante a Negroni Week, uma iniciativa de caridade promovida por bares e restaurantes em todo o mundo.

Curiosidades:

  • Simplicidade: O Negroni é conhecido por sua simplicidade de preparação e equilíbrio perfeito de sabores: o amargor do Campari, a doçura do vermute e a força do gin.

  • Versatilidade: A receita básica do Negroni pode ser adaptada para criar variações, como o Negroni Sbagliato (onde o gin é substituído por espumante) ou o Boulevardier (onde o gin é substituído por bourbon).

O Negroni é mais do que apenas um coquetel; é uma celebração da arte da mixologia italiana e uma homenagem à sofisticação e ao prazer de apreciar uma bebida bem feita.

129 visualizações1 comentário

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Jul 04
Rated 5 out of 5 stars.

Top

Like
bottom of page