top of page

Como escolher um vinho - Melhores vinhos até 250$ reais - Reidocharuto lista os 50 melhores vinhos.

Como escolher um vinho ? Encontrar opções de descontração em casa é essencial. E um dos pequenos prazeres desses tempos é degustar um bom vinho, seja sozinho ou acompanhado. A experiência se torna ainda melhor quando o preço é acessível. Pensando nisso, reunimos uma lista de dez rótulos que custam até R$ 250 e podem ser facilmente encontrados na internet, em adegas e supermercados. Esses vinhos possuem a elegância e a complexidade de rótulos finos e premiados, mas são totalmente acessíveis.



como escolher um vinho
50 Melhores vinhos

1- Apothic Red (Califórnia)

como escolher um vinho?


Produzido no terroir californiano, esse tinto mescla as variedades Zinfandel, Syrah, Cabernet Sauvignon e Merlot. Apothic é um vinho inspirado nas antigas Apothecas (adegas subterrâneas), um lugar misterioso onde há mais de 800 anos os viticultores misturavam e armazenavam seus cobiçados vinhos.

2- Chateau ST. Michelle (California)


Chateau Ste. Michelle é a vinícola mais antiga e uma das mais prestigiadas de Washington . Com ampla gama de vinhos, é muito conhecida por seus vinhos de alta qualidade feitos de Riesling. Foi fundada como American Wine Growers em 1954 pela fusão de duas empresas que foram constituídas após a revogação da Lei Seca na década de 1930: a National Wine Company e a Pomerelle Wine Company. Antes da fusão, a National Wine Company havia plantado uvas Vitis vinifera no Vale do Columbia . No entanto, foi o lendário enólogo Andre Tchelistcheff, como consultor, quem introduziu os vinhos vinífera de alta qualidade em 1967.

3- Catena Malbec (Argentina)


resultado dos dois excelentes vinhedos utilizados na produção. Esbanja uma cativante fruta, com ótima profundidade.

No palato é longo e saboroso, mostrando porque desde seu lançamento já é considerado um dos melhores Malbecs da Argentina

É encorpado e muito gastronômico

4- Melnik (Bulgária)


Esse é o Melnik, um vinho totalmente Búlgaro, feito 100% com a uva Siroka Melniska, mais conhecida por Melnik. Dá origem a vinhos com ótimo potencial de guarda, que são frequentemente comparados aos famigerados Châteauneuf-du-Pape, pelo seu caráter estruturado e especiado. Eram considerados os favoritos do primeiro-ministro britânico Winston Churchill que encomendava anualmente para sua adega mais de 500 litros de vinhos feitos exclusivamente com esta variedade. Ele apresenta uma elegância distinta com notas intensas de frutas maduras, como cerejas e ameixas, combinadas com sutis toques de especiarias. Seu corpo encorpado e taninos sedosos criam uma experiência sensorial envolvente, enquanto a acidez equilibrada proporciona frescor e vivacidade. Um vinho memorável que revela a rica tradição vitivinícola da Bulgária em cada gole.

5- Orube rioja (Espanha)


Um vinho espanhol elegante, com aromas de frutas vermelhas e toques de baunilha. No paladar, se mostra agradável estruturado e equilibrado.

6- Cotes Du Rhone - Abel pinchard ( Francês)


Vinho Abel Pinchard Côtes Du Rhône 750ml. Vinho francês tinto fino seco de mesa, elaborado a partir de uvas viníferas das variedades Syrah e Grenache.

É um vinho generoso, de coloração intensa, com bouquet floral. Ideal para acompanhar carnes e queijos. Graduação alcoólica 13,5% vol - 750ml (vidro).

7- Heiderer Mayer, Gruner Veltliner Wagram Dac 2021 (Áustria)


Imagine um vinho com jovialidade e frescor, e junto a isso, elegância e muita personalidade. Eis um clássico Veltliner que irá lhe surpreender! A família Heiderer-Mayer produz vinhos frescos e aromáticos em seu vinhedo em Burgenland, Áustria.

8- Bodega Garzon Tannat 2018 (Uruguai)


Cheio de tipicidade, mostra notas de ervas secas e de cânfora envolvendo sua fruta negra de perfil mais maduro, mas bem equilibrada por gostosa acidez e taninos firmes e granulados. Tem final carnudo e persistente, com toques terrosos e salinos, que pede companhia de carré de cordeiro ao molho de ervas. Álcool 14,5%.

9- Cordero con Piel de Lobo (Argentina)

Esse surpreendente legítimo Vinho Cordero con Piel de Lobo Malbec é o que se espera da uva malbec e que irá te entregar uma excelente experiência!

O vinho cordero con piel, é um vinho tinto argentino premiado, que ganhou o prêmio de 92 pontos por James Suckling, um prêmio de muita importância no mundo dos vinhos!

O Cordero malbec é feito pela mais conceituada vinícola da argentina, a Mosquita Muerta wines. A Mosquita Muerta é conhecida mundialmente por produzir excelentes vinhos, onde já ganhou vários prêmios por sua excelência na qualidade dos vinhos.

A Vinícola fica situada em Mendoza na Argentina, uma região privilegiada em produzir excelentes vinhos.

10-Ervideira invisível (Portugal)


Branco elaborado exclusivamente a partir da vinificação em branco da casta Aragonez, sem passagem por madeira. Mostra frutas brancas seguidas de notas florais e de ervas, que se confirmam no palato, tudo apoiado por textura firme e cremosa e vibrante acidez. Álcool 13%.


11- Chateau des Espoureys (Bordeaux, FR)


Vinho Francês Bordeaux Superieur Chateau Des Espoureys 750ml: Produzido no prestigioso Chateau Des Espoureys, este vinho representa a tradição e o savoir-faire da vinicultura francesa. Com sua composição cuidadosa de uvas selecionadas, este Bordeaux Supérieur oferece um equilíbrio harmonioso entre frutas maduras, taninos macios e uma nota sutil de carvalho. De cor intensa e brilhante, este vinho possui um aroma cativante de frutas vermelhas e negras, com toques delicados de especiarias.


12- Cabernet Franc Valmarino ( Brasil Serra Gaucha)

como escolher um vinho?


Um dos melhores vinhos brasileiros na sua categoria, foi especialmente elaborado para a edição comemorativa do vigésimo terceiro aniversário da Valmarino – ANO XXIII.  Possui potencial de guarda estimado de 10 anos. Aroma complexo e equilibrado aparecendo notas de frutas vermelhas e paladar intenso e persistente.


13-Pinnot noir Torcello( Brasil Serra Gaucha)

Sua primeira Safra do Pinot Noir linha Reserva chega com muita classe e elegância que poucas vinícolas vem conseguindo no Brasil!

O estagio em barrica de carvalho americano por 120 dias ajuda a dar complexidade a esse elegante Pinot Noir da Serra Gaucha.

14- Salentein Reserve Merlot (Barrel Selection) 2021 (Argentina)


A uva Merlot é muito conhecida por seus taninos macios e maduros, isso significa que seus vinhos são mais saborosos. Essa uva é a segunda mais cultivada no mundo inteiro, tendo muito prestigio.

15- Shilda Kakabatze Tbilisi 2020 (Georgia)

A jovem vinícola SHILDA, orgulha-se de unir a tradição secular com métodos modernos na fabricação de seus vinhos!Fundada em 2005, a jovem Shilda Winery representa uma visão de continuidade da tradição familiar a partir da  revitalização de processos seculares, criando vinhos que sejam capazes de combinar a seleção de castas autóctones cultivadas em vinhedos próprios, com a vinificação que faz uso de método e maquinário modernos. Hoje podemos apreciar excelentes vinhos que trazem nos rótulos as “Paisagens do Imereti” combinação de dois grandes valores culturais nacionais - O vinho e a Arte Visual do renomado artista georgiano David Kakabadze. O vinho não é apenas um produto gastronômico para os georgianos, faz parte da identidade, cultura, uma parte do amor.

16- Leale Salice Salentino 2016 (Italia)


Com aroma de amora, ameixa madura e notas de especiarias, esse tinto possui um paladar saboroso, leve, com acidez agradável, taninos macios e toque de especiarias. Elaborado com as uvas Negroamaro e Malvasia Nera, ele é produzido sob a Denominação de Origem Controlada Salice Salentino, reconhecida em 1976.

17 - Mila Calla 2017 - Vik ( Chile )


Viña Vik Milla Cala 2017 é realmente muito delicioso! Aromas de especiarias, leve chocolate e frutas vermelhas suculentas. Corpo médio a encorpado. Intensidade e brilho maravilhosos.  Nenhuma madeira nova aqui, muito equilibrado. Um blend incrível de  cabernet sauvignon, cabernet franc,  syrah,  carménère e  merlot.

18 - Piu Belle Rose - 2019 - Vik ( Chile )


O Vinho La Piu Belle 2019 é um rótulo que homenageia a arte em sua bela garrafa, que conta com uma pintura de Gonzalo Cienfuegos, retratando a Deusa do Millahue. Produzido pela Viña Vik, com um corte das uvas Cabernet Sauvignon, Carménère e Syrah, oriundas de vinhedos em Millahue, dentro da região vitivinícola do Vale do Cachapoal, no Chile.

19- Tikal jubilo - 2015 - ( Argentina )


Tikal pertencente à Ernesto Catena - o inovador filho de Nicolás Catena Zapata. Elaborado com um corte bordalês de Cabernet Sauvignon (50%) e Malbec (50%), de altos vinhedos, mostra um bouquet cativante e muita presença de boca, com grande capacidade de envelhecimento. Um dos grandes tintos da Argentina.

20 - Los Intocables Rum Barrel blend -2018 ( envelhecido em barricas de Jack Daniel’s ) ( Argentina )


O vinho Los Intocables Blend Rum Barrel é uma obra-prima sensorial que combina a tradição vinícola com uma ousadia única. Este blend excepcional é envelhecido em barris de rum, conferindo-lhe uma complexidade e riqueza de sabores incomparáveis.

A intensidade deste vinho revela-se em cada gole, apresentando uma harmoniosa fusão de uvas cuidadosamente selecionadas, que passam por um processo de envelhecimento meticuloso. As notas de frutas maduras dançam junto a toques sutis de baunilha e carvalho, provenientes do barril de rum, proporcionando uma experiência única e envolvente.

O Los Intocables Blend Rum Barrel é mais do que uma simples bebida, é uma celebração do artesanato vinícola. Seu caráter audacioso e sua personalidade marcante o tornam um vinho verdadeiramente inesquecível, destinado a paladares que apreciam a excelência e a originalidade. Desfrute deste tesouro enológico que desafia as convenções e eleva a experiência do vinho a um patamar superior.


21- Sophenia Synthesis Malbec (Argentina)


Com ótima complexidade aromática, predominam as frutas vermelhas maduras, como cerejas e ameixas, notas florais de violetas e rosas, e de especiarias, como pimenta negra. Sua passagem em barricas de carvalho lhe confere toques defumados e de chocolate.

22- Maria Maria Syrah (Brasil Sul de MG)


Syrah de caráter jovem, pronto para ser degustado. Cor vermelho rubi de média intensidade, límpido e brilhante. No nariz, mostra-se frutado, com toque leve de bosque, frutas vermelhas e goiabada, típicos do Maria Maria. Em boca, tem corpo leve e boa acidez para equilibrar seu teor alcóolico, com taninos macios e bom volume, deixando-o pronto e fácil de beber.


23 - Rutini Cabernet/Malbec ( Argentino) 2015.


Grande sucesso no Brasil, é um vinho agradável e sedoso. A Cabernet contribui com a estrutura e a Malbec com fruta madura e taninos sedosos, num vinho à moda européia: delicado, equilibrado e de perfumes sutis.

24 - Marques de riscal reserva.


Vinho de cor cereja e com quase nenhum sinal de evolução. No nariz é expressivo com notas de alcaçuz, canela e pimenta preta, onde o envelhecimento em madeira mal se percebe, graças à sua complexidade e concentração de fruta madura. Na boca é fresco, tem taninos polidos, e com boa estrutura, mas fácil de beber. O final é longo e deixa algumas notas balsâmicas.

25 - Quinta do Sinval Portugal


Conhecida pela produção do icônico Vinho do Porto, a região do Douro em Portugal também se destaca pela elaboração de outros vinhos tintos exuberantes.

26 - Parole Petit Verdot


Vinho Fino Tinto Seco elaborado com a uva Petit Verdot, de origem francesa e famosa por compor o corte “bordalês”. Destaca-se pelo perfil fenólico elevado, grande corpo e estrutura em seus vinhos. Vinho de personalidade marcante, varietal moderno e desafiador.

27 - Varvara bolgheri 2020 Itália


Shirraz, Merlot , Cabernet e petit verdot, esse belo italiano merece estar à sua mesa.


28 - Baraonda brasileiro blend de bordeaux da vinícola La Grande Bellezza de pinto bandeira


Elaborado com as uvas Tannat, Petit Verdot, Touriga Nacional e Merlot, o Vinho Villa La Grande Bellezza Grand Vin Baraonda é um vinho brasileiro proveniente da região da Serra Gaúcha, produzido pela Vinícola Villa La Grande Bellezza.

Esse produto amadureceu em barricas de carvalho durante 12 meses.

29-Bramare argentina

como escolher um vinho?


O enólogo americano Paul Hobbs aterrissou na Argentina em 1989 e por lá deixou-se seduzir subitamente pelo terroir de Mendoza. Foi somente no ano de 1997, porém, quando Paul conheceu dois enólogos da região - Marchiori e Barraud - que decidiu dedicar-se à produção de vinhos. Unidos e descontentes com a imagem da Malbec mundo afora, passaram a produzir vinhos argentinos de reconhecimento internacional. E essa é a natureza da Viña Cobos: o desejo de retomar a posição da Malbec pelo mundo.


30 - Magalhães Twny 10 anos


Vinhas com mais de 30 anos, classificadas com a letra A (indicação das melhoresvinhas da região)Fermentação alcoólica em lagar, com pisa a pé, e com controle de temperatura. Fortificado com aguardente vínica regional em 77%. Envelhece em barricas de carvalho francês de 225 litros durante 10 anos. Coloração ambâr, límpido e brilhante. O nariz é elegante, tendo desenvolvido aromas complexos e ricos, bem definido de frutos maduros. O paladar traz frutos secos com notas balsâmicas delicadas e um sabor que remanesce de nozes e amêndoas.


31 - Pouilly Fuisse Terroirs Domaine Sangouard Guyot


O vinho exibe generosa riqueza aromática. Possui um aroma inicial mais frutado e cítrico, desabrochando em fragrâncias florais (verbena, tília) e minerais.


32 – Alma Negra Blend – Argentina

O Vinho Alma Negra M Blend 2021 é produzido com um corte das uvas Bonarda e Malbec, oriundas de vinhedos localizados na região vitivinícola de Mendoza, na Argentina. O vinho estagia por um período de oito meses em barricas de carvalho francês e americano.


33 – Francis Coppola – Zinfandel – California

Sabor complexo de frutas silvestres e paladar agradável, com taninos macios.

Aromas intensos de frutas e flores silvestres.


34 - Anbordu Blend Chile

Aromas de frutas vermelhas e negras, mesclada com notas do seu envelhecimento em madeira, complexo e com muita concentração em boca ele apresenta notas doces, maduras e elegantes. Tem taninos maduros, firmes e com textura aveludada. Apresenta bom potencial de envelhecimento.

Estagiou durante 18 meses em barricas de carvalho francês, sendo 25% de primeiro uso e 75% de segundo.


35 – Primitivo de Manduria – San Marzano


Sessantanni Primitivo di Manduria foi o rótulo que mudou a percepção dos vinhos da Puglia em todo o mundo segundo a vinícola San Marzano, além de ser um ícone entre as suas criações. Elaborado com uvas de vinhas velhas, ele traz estrutura e intensidade em boca.


36 – Marques de Riscal – Tempranillo – Espanha


 Marqués de Riscal Reserva Tempranillo é elaborado a partir de videiras de Tempranillo plantadas antes dos anos 70, localizadas nos melhores solos argilo/calcários de Rioja Alavesa. Esta casta suporta o envelhecimento em madeira e garrafa graças ao seu equilíbrio, boa acidez e taninos finos. As variedades Graciano e Mazuelo proporcionam mais complexidade, estrutura e cor para o blend final.


37 – Miolo Lote 43 – Brasil

como escolher um vinho?


Elevada estrutura e gostoso volume de boca. Taninos potentes que, aliados à adequada acidez, proporcionam paladar fino e exuberante.

Amadurecimento em barricas de carvalho francês e americano por 12 meses.

VINHO VEGANO.Seleção e desengace total dos cachos, sem esmagamento; maceração pré-fermentativa a frio por 5 dias; fermentação alcoólica e maceração a temperatura controlada com pico de 30ºC, remontagens abertas, fechadas, pigeages e delestages; maceração pós-fermentativa de 16 dias; descube por gravidade e adição do vinho prensa ao vinho flor; fermentação malolática espontânea e completa.


38 – Guaspary Syrah – Vista da Serra – Brasil


Profundo aroma de frutas (amoras e mirtilos), com notas de café, cacau, pimenta preta e eucalipto. Com taninos sedutores e robustos, apresenta equilíbrio e excelente acidez.


39 – Storia Merlot – Casa valduga


O Vinho Casa Valduga Storia Merlot é um ícone da vinícola, produzido exclusivamente com uvas Merlot selecionadas na região da Serra Gaúcha. Com coloração vermelho rubi brilhante, seus aromas complexos incluem notas de baunilha, café, chocolate preto, frutas vermelhas, ameixa e figo, proporcionando um paladar aveludado e persistente com taninos maduros.


40 – Luigi Bosca – Malbec - Argentina

O Luigi Bosca Malbec é um vinho argentino produzido pela vinícola Luigi Bosca na região de Mendoza, uma das mais renomadas regiões vinícolas do mundo. Este vinho é feito com uvas cuidadosamente selecionadas da variedade Malbec, uma uva emblemática da Argentina, e passa por um processo de maturação em barricas de carvalho francês e americano por um período de 12 meses.

41. Aliança Dão


Produzido na região de Dão, em Portugal, este vinho é um blend de uvas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Jaen. Com aroma bem estruturado de notas frutadas e suaves tostados, é ideal para acompanhar carnes assadas, massas ao molho sugo ou pesto, ragu de pato e risotos com cogumelos.


42. Aurora Reserva Merlot


Fabricado em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, este Merlot é um dos melhores exemplares da maior vinícola do Brasil, a Aurora. Elegante e agradável, com aromas frutados que lembram frutas vermelhas, é ideal para acompanhar bacalhau, carnes grelhadas, massas com molho pesto e queijos semiduros.

43. Lacertilia Tannat


Dos vinhedos da Bodega Bracco Bosca, no Uruguai, este exemplar 100% Tannat combina aromas de morango e cerejas com notas terrosas e a delicada presença de couro. Refinado e com acidez agradável, harmoniza com massas ao molho de queijos ou molho vermelho e com carnes grelhadas.


44. Casa Valduga Origem Merlot


Do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, este vinho Merlot resgata as origens da vinícola Casa Valduga. Com notas de frutas vermelhas e pretas, como framboesa e ameixa, é igualmente frutado no paladar, com acidez equilibrada. Harmoniza bem com carnes vermelhas grelhadas, pizzas, massas e aperitivos.


45. Altos del Plata Cabernet Sauvignon


Produzido na famosa região de Mendoza, Argentina, este vinho da adega Terrazas de Los Andes possui aromas de frutas vermelhas e especiarias, principalmente pimenta, com toques de chocolate e baunilha. Agradável e fácil de beber, é ideal para acompanhar carnes vermelhas e brancas assadas, massas e queijos.

46. Casa Perini Sauvignon Blanc

Produzido na Serra Gaúcha, este vinho branco possui aromas intensos que remetem à lima e flor de maracujá, com nuances de erva-cidreira. Com acidez equilibrada e final refrescante, é ideal para acompanhar aves, peixes leves, frutos do mar, pratos com molhos agridoces e risotos de queijos e vegetais.


47. Julia Florista

como escolher um vinho?


Este vinho tinto português homenageia Júlia (1883-1925), florista e fadista que cantava pelas ruas da velha Lisboa. Uma escolha encantadora para apreciar com boa companhia.

Lembre-se de que o mundo dos vinhos é vasto e cheio de surpresas. Experimente esses rótulos e descubra novos sabores sem comprometer o bolso. Saúde! 🍷


48.  Vivalti Pinot Noir Cuvée, São Joaquim, Brasil


O Brasil tem potencial para produzir Pinot Noir de muito boa qualidade, especialmente em suas regiões mais extremos, como São Joaquim, em Santa Catarina. O enólogo Átila Zavarize conhece o terroir da região melhor do que a maioria e entende que esses vinhos de clima frio, de alta altitude (o vinhedo fica a 1100m) precisam de tempo para suavizar e ele usa barricas de carvalho francês de alta qualidade para envelhecer os tintos antes do lançamento.


48. Blason d´Ausseires, Corbieres, França


O Blason d’Aussières é caracterizado por frutas maduras, sabores frescos e uma estrutura flexível e encorpada, que é uma excelente representação do terroir da propriedade. Os seus aromas evocam a riqueza das garrigues (o solo de calcário da região)e os sabores são frequentemente picantes. 20% do vinho envelhece em barricas de carvalho durante 12 meses.


49. Mendraka Bizkaiko Txakolina, País Basco, Espanha


Um vinho que está em nosso coração depois da nossa visita ao produtor em 2018. A adega encontra-se na casa de 500 anos do proprietário José, o que reflete o carácter boutique e artesanal deste vinho. Um minúsculo vinhedo orgânico de 5ha é plantado exclusivamente com Hondurrabi Zuri, uma uva que você só encontrará nesta região.O vinho é fresco e leve com uma mineralidade sustentada que o ajuda a acompanhar mariscos como o bacalhau, o polvo e o linguado.


50. Viña Los Vascos Gran Rreserva Carmenere, Colchagua, Chile

Rothschild Lafite no Chile! Localizado na bela e abundante região de Colchagua, os extensos vinhedos já receberam o tratamento Rothschild Lafite – replantando com materiais aprimorados, gerenciamento de padrão Premier Cru Classe de Bordeaux e com foco em vinhos de alta qualidade e do terroir.No nariz, o vinho revela aromas de fruta como amora, ameixa e cereja preta que evoluem gradualmente com notas de pimenta branca e notas herbáceas características desta casta. Na boca, os taninos são macios, sedosos com um agradável equilíbrio entre densidade e acidez.

318 visualizações2 comentários

2 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

Como sempre, nos presenteando com excelentes informações.

Like

Excelentíssimas escolhas, resenha prática e completa, gostei!

Like
bottom of page